CRÍTICAS ESTREIAS

A Grande Aposta assume complexidade do mundo financeiro

Investimentos em fundos, siglas diversas e movimentações financeiras milionárias. É nesse ambiente de hostil compreensão que se passa a história de A Grande Aposta (2015), mas o filme não se escusa das dificuldades de seus termos.

O roteiro narra os bastidores da crise de 2008 e tem o desafio de contar uma história acessível em um mundo inacessível de cifras e procedimentos financeiros. A saída encontrada é o humor nos momentos de explicar conceitos essenciais. Nessas passagens, celebridades como a atriz Margot Robbie (Golpe Duplo) e a cantora Selena Gomez (Tudo para Ficar com Ela) entram em cena, quebram a quarta parede (olham para a câmera), e usam metáforas didáticas e engraçadas.

Essa quebra de protocolo narrativo cria um dispositivo que é ditado pela dinâmica do narrador Jared Vennett (Ryan Gosling, de Só Deus Perdoa) com o espectador. Ele é um dos raros investidores que se deu bem graças à crise e conta a jornada de outros afortunados. É o caso de Michael Burry (Christian Bale, de Êxodo: Deuses e Reis) e Mark Baum (Steve Carell, de Alexandre e o Dia Terrivel, Horrível, Espantoso e Horroroso), entregues no filme por atuações inspiradas de seus intérpretes.

Apesar dos esforços didáticos de A Grande Aposta, há momentos em que fica complicado acompanhar os termos e números. Assim, é aconselhável adotar a mesma postura ao ver A Rede Social (2010), por exemplo: focar nos personagens e deixar o contexto técnico de lado.

Por isso é essencial a função dos personagens Jamie Shipley (Finn Wittrock, de Invencível) e Charlie Geller (John Magaro, de Carol), novatos nesse ramo com a assessoria do veterano Ben Rickert (Brad Pitt, de À Beira Mar). Eles são o que mais se aproxima do ponto de vista do espectador leigo e é por eles que vemos a esquizofrenia desse mundo financeiro.

Assim, com A Grande Aposta tem-se o pacote completo: humor, crítica social e personagens marcantes. Só não temos uma luz no fim do túnel, porque o mundo dos investimentos não é muito disso.

Cotação ****

Publicidade

1 Comentário

Deixe o seu Comentário