CRÍTICAS ESTREIAS

Advogado: Fenômeno nos cinemas coreanos

Embora destoe das produções mais bem-sucedidas do “novo cinema coreano” com sua ousadia narrativa e violência crua, representado por cineastas como Chan-Wook Park (Oldboy), Joon-Ho Bong (O Hospedeiro), Hong-Jin Na (O Lamento) e Jee-Woon Kim (O Gosto da Vingança), este premiado drama biográfico figura entre as dez maiores bilheterias do cinema da Coreia do Sul, com 11 milhões de espectadores, e méritos.

O diretor estreante Woo-Seok Yang, com ótimo elenco, acompanha a comovente jornada de Song Woo-Seok (Song Kang-Ho, de Expresso do Amanhã), de esforçado tributarista a grande defensor dos direitos humanos nos anos 1980 –  durante a transição da ditatura para a democracia. Ele assume a defesa de um estudante, preso e torturado por participar de um clube de leitura “comunista”.

O filme é inspirado na vida de Roh Moo-Hyun, presidente eleito (2003-2008) em seu país, que cometeu suicídio em 2009, após ser acusado de corrupção. Entra em cartaz em São Paulo, na sala 5 do Espaço Itaú de Cinema, do Shopping Frei Caneca, na sessão das 21h20.

Publicidade

Deixe o seu Comentário