CRÍTICAS ESTREIAS

Colette: Talento escondido

Rainha dos filmes de época, Keira Knightley encarna Colette na cinebiografia da artista revolucionária para a Belle Époque e hoje.

O longa acompanha a menina do interior que se casa e vai morar em Paris, onde escreve Claudine na Escola, livro que relembra seus tempos pueris com um erotismo feminino inédito até então, mas é assinado pelo marido (Dominic West) e se torna grande sucesso.

Keira mantém a humanidade da protagonista, cuja intimidade nunca é atingida pela obra, que volta sua atenção às questões de autoria e sexualidade. Neste último quesito, porém, Wash Westmoreland, diretor de Para Sempre Alice (2014) e várias produções de temática LGBT, encontra a subversão necessária para um retrato histórico apenas correto.

Publicidade

Deixe o seu Comentário