CRÍTICAS ESTREIAS

Gostosas, Lindas & Sexies: Elas só pensam naquilo

Cacau Protásio (humorístico Vai que Cola), Caroline Figueiredo (Malhação), Mariana Xavier (Minha Mãe é Uma Peça 1 e 2) e Liv Ziese (novela Boogie Oogie) são as protagonistas dessa comédia que tem sido descrita como uma versão plus size de Sex and the City. Acredito que a ideia original era subverter os clichês do gênero e colocar as gordinhas em ritmo de empoderamento feminino, mas a estreia do diretor Ernani Nunes fica apenas no ensaio. Seu filme retrata a mulher como um ser destemperado que só pensa em homem. E aqui a questão do peso é o que menos importa.

As quatro amigas são mulheres independentes financeiramente que ditam o ritmo da própria vida. Até aí, tudo ótimo. Mas então por que todo esse desespero quando se trata de homem? E para que tanta piada de gordo se a intenção é apagar esse rótulo? Na boa, reparem que, na visão do cineasta, mulheres “especiais” como as protagonistas são “dignas” de homens sarados, lindos e cobiçados. Muito mais original e envolvente é a relação entre a atriz de sucesso feita por Tatá Werneck e o nerd Daniel Furlan em TOC.

A personagem boca suja de Mariana Xavier extrapola a figura da tarada como a professora que tem caso com um aluno, enquanto a jornalista feita por Carolina Figueiredo, namorada de um Adônis totalmente apaixonado (André Bankoff), se envolve com um fotógrafo argentino (Marco Antônio Capponi, outro modelo de beleza). O suposto liberalismo vai por água abaixo quando, depois de algumas transas, a personagem solta para o affair: “Você me ama?”, “Como vê o futuro da nossa relação?”. Por favor… Ah, e ela ainda conversa com a própria geladeira, que se chama Flavio (?).

Mais constrangedora é a sequência com Cacau Protássio, a dona de uma rede de salões de beleza que vai à Igreja rezar para que Deus lhe dê um homem e em seguida sofre um sequestro. Só vendo para crer. E o pior é que a atriz, sempre muito engraçada, ficou com a personagem mais contida.

Como se não bastasse, Juliana Alves, que é namorada do cineasta, interpreta a faxineira de todos os personagens (inclusive de um amigo do quarteto). Dentro de todos os padrões de beleza possíveis, a atriz faz a voz da consciência, a moça mais sábia e esperta da trupe, aquela que tenta ajudar as atrapalhadas patroas rechonchudas. Gostosas, Lindas e Sexies é uma enorme contradição, uma comédia de erros, literalmente.

Cotação: *

 

Publicidade

Deixe o seu Comentário