CRÍTICAS ESTREIAS

Maria e On Yoga: Qualidade em documentários nacionais

Maria – Não Esqueça que Eu Venho dos Trópicos

O que artistas do porte de André Breton, Mondrian e Marcel Duchamp podem ter em comum com o Brasil? A surpreendente – e adorável – resposta: a artista, escultora e escritora Maria Martins (1894-1973), aristocrata mineira e embaixatriz. O documentário apresenta sua biografia e obras marcantes e ousadas, cuidadosamente filmadas, a partir de entrevistas e registros históricos. A narrativa é convencional, mas instigante, graças à personalidade libertária e às muitas realizações da artista, entre elas a participação ativa na criação da Bienal de São Paulo, o romance com Duchamp e livros publicados sobre a China e a Índia. FÁTIMA GIGLIOTTI

On Yoga: Arquitetura da Paz

Diretor de filmes fortes e provocantes como Cheiro do Ralo, À Deriva e Serra Pelada, Heitor Dhalia vai ao extremo oposto em seu primeiro documentário. A impressão que fica é que ele próprio passou por uma transformação espiritual ao narrar a história dos dez anos que o renomado fotógrafo norte-americano Michael O’Neill passou registrando grandes mestres da yoga. Os dois viajaram juntos pela Índia e revisitaram lugares e pessoas clicadas por O’Neill para o livro em que o filme se baseia. A calma emoldura as imagens e dá o tom à trilha sonora e aos depoimentos filosóficos sobre a arte da meditação. É muito bonito, mas dá um soninho… SUZANA UCHÔA ITIBERÊ

Publicidade

Deixe o seu Comentário