CRÍTICAS ESTREIAS

Ninguém Está Olhando: Anônimo em NY

Ninguém Está Olhando foi o grande vencedor do Cine Ceará 2017, nas categorias melhor filme, montagem e ator. Nico (Guillermo Pfening, de A Viagem de Lucia) é um astro na Argentina, por causa de uma telenovela. Há um ano, porém, ele vive incógnito em Nova York à espera de um filme internacional cuja produção está empacada.

Para se manter, trabalha como garçom e babá do filho de uma amiga (Elena Roger, de O Médico Alemão). Suas reais motivações, porém, se descortinam aos poucos em uma narrativa simples e bem amarrada, que equilibra as emoções sem apelar aos clichês dos filmes sobre imigrantes em busca de um lugar ao sol na terra do Tio Sam”.

O conflito de Nico vai muito além das dificuldades de se dar bem na Big Apple – que já não são poucas. Não é uma vida nova que ele busca, mas sim se livrar de certas amarras emocionais que o impediam de seguir adiante em sua terra natal. O maior mérito dessa coprodução nacional é o roteiro, que abraça diversos temas atuais ao lapidar com esmero seu protagonista.

Guillerno Pfening explora com rara delicadeza cada uma das camadas de Nico: o filho, o ator, o amante, o amigo. São vários homens em um só, alguns notáveis, outros de caráter questionável. Justamente por isso acompanhar sua jornada é tão fascinante.

Publicidade

Deixe o seu Comentário