CRÍTICAS ESTREIAS

Norman – Confie em Mim: Um Richard Gere imprevisível

Logo no início de Norman – Confie em Mim, Richard Gere tenta acompanhar os passos rápidos do personagem de Dan Stevens (A Bela e a Fera), que aparece como um executivo em sua corrida matinal. Gere segue-o pela rua “trotando”, meio que implorando pela atenção do outro. Nada nessa movimentação lembra o astro de Uma Linda Mulher e a Negociação. Desaparece o homem charmoso, de andar firme, olhar sedutor e sorriso sensual, e surge Norman Oppenheimer, um sujeito desengonçado, cheio de tiques, de olhar inocente e um ar de cachorro carente.

Não se sabe onde ele mora, porque Norman passa os dias perambulando por Nova York a oferecer seus serviços a figuras influentes. Qual o seu trabalho? É uma espécie de “fixer”, um faz-tudo, um zé ninguém que tenta ser alguém através da conexão entre pessoas ricas e importantes. Norman é membro da comunidade judaica, mas vive às margens do poder e sua figura é mais digna de pena do que de confiabilidade.

Richard Gere e Lior Ashkenazi

Certo dia, porém, ele se aproxima de Micha Eshel (Lior Ashkenazi), um carismático político israelense que está em má fase na carreira. Norman entra de supetão em sua vida e o presenteia com um par de sapatos caríssimos. O gesto e a atenção não serão esquecidos quando, anos depois, Micha dá a volta por cima e se torna primeiro-ministro de Israel.

O roteirista e diretor Joseph Cedar é o mesmo do premiado Nota de Rodapé, e volta a se debruçar sobre o universo judeu pelas idas e vindas do protagonista. Quando experimenta a fama pela primeira vez, Norman tenta usar o nome de Eshel para realizar uma transação que envolve um amigo (Michael Sheen), um rabino (Steve Buscemi), um magnata (Harris Yulin) e seu assistente (Dan Stevens, a quem ele persegue no começo do filme).

A trama é envolvente, ágil e bem-humorada. Há pequenas reviravoltas e o desfecho, embora pé no chão, carrega um pouco demais na melancolia. Vale acima de tudo por Richard Gere, que havia tempos não estava tão genuíno em cena.

Cotação: ***

Publicidade

Deixe o seu Comentário