CRÍTICAS ESTREIAS

O Sacrifício do Cervo Sagrado: Macabra vingança

O grego Yorgos Lanthimos não é de acreditar muito no ser humano. Seus filmes sempre mostram o lado cruel da humanidade, um mundo de escolhas difíceis, senão impossíveis.

O Sacrifício do Cervo Sagrado foi um dos vencedores de roteiro no último Festival de Cannes e se inspira na tradição da tragédia grega para colocar o cirurgião Steven Murphy (Colin Farrell, em seu segundo trabalho com o diretor, depois de O Lagosta) numa posição difícil, senão impossível.

O médico é obrigado a fazer um sacrifício pessoal para lidar com seu protegido, o enigmático adolescente Martin (Barry Keoghan). Só que nesse acerto, ele arrasta junto sua mulher, Anna (Nicole Kidman), e os filhos. As boas atuações colorem o filme de um calor que o diretor costuma evitar.

Publicidade

Deixe o seu Comentário