CRÍTICAS ESTREIAS

Paixão Obsessiva

paixao-obsessiva-katherine-heigl-rosario-dawson-unforgettable-2017

Filme sobre ex-esposa decidida a transformar a vida da atual companheira do ex em um inferno não é novidade. Agora, se mexem na fórmula ou adicionam um ingrediente diferente, a sensação de prazer para os “amantes” do cinema tem tudo para ser boa. Paixão Obsessiva não inova, não tem nem aquela emoção de um encontro às cegas, mas pode agradar, principalmente, aquele espectador que consome suspense com moderação.

paixao-obsessiva-rosario-dawson-unforgettable-2017Vítima de violência doméstica em seu último relacionamento, Julia Banks (Rosario Dawson) está feliz e de vida nova com seu novo romance. O único detalhe é que seu novo amor é divorciado e tem uma filha, fruto da relação anterior com Tessa (Katherine Heigl), que não esconde seu descontentamento. Tudo piora quando ela descobre que o caso entre os pombinhos é mais sério do que imaginava e o ciúme doentio se manifesta sem limites.

paixao-obsessiva-katherine-unforgettable-2017Denise Di Novi (Edward Mãos de Tesoura) tem mais de 50 longas nas costas como produtora bem sucedida, mas sua estreia com os olhos nas câmeras não foi lá essas coisas. Suas cenas e sequências são previsíveis, burocráticas até, mas quem tem efeito pior, e deve incomodar muita gente, é o roteiro. Cheio de falhas bobas, foi escrito pela novata Christina Hodson (Refém do Medo) e por David Johnson (Invocação do Mal 2). Sua narrativa até insinua uma provocação ao começar “pelo meio”, mas fica na ameaça, não sai do lugar comum e revela-se altamente conservador, com soluções pra lá de fáceis para quem escreveu.

paixao-obsessiva-katherine-heigl-cheryl-ladd-unforgettable-2017Do elenco, Heigl é a mais conhecida por sua participação em comédias românticas e sua interpretação aqui, se não comprometeu, valeu mais pela saída dessa zona de conforto. Dawson, por sua vez, cumpre a missão e o destaque mesmo vai pela curiosidade de reencontrar a ex-pantera Cheryl Ladd em uma participação honesta e malvada. O resultado final está longe de ser ruim para o público menos exigente, mas também não é bom para os escolados no gênero. Assim, regular é a cotação que melhor se encaixa nesse filme cujo título original Unforgettable é, no mínimo, contraditório.
Cotação: ★★ de 5 estrelas

Publicidade

Deixe o seu Comentário