CRÍTICAS ESTREIAS

Star Wars: Os Últimos Jedi é épico nos sentimentos

O oitavo episódio da saga Star Wars não é um filme perfeito. Demora um bocadinho para engrenar, não tem grandes diálogos e as sequências de ação são OK. Mas então por que as 4 estrelas? Porque ele triunfa naquilo que é mais caro aos fãs: a emoção. Há cenas que já nascem antológicas, momentos que arrancam lágrimas. As imperfeições perdem valor a cada vibração, cada suspiro profundo.

Obviamente, Mark Hamill e Carrie Fisher juntos são a maior atração. Depois da breve aparição no fim de O Despertar da Força, Luke Skywalker ganha mais tempo e importância na trama. Ele hesita, mas por fim topa ser o mestre de Rey (Daisy Ridley) na arte Jedi. A Princesa Leia, agora General Leia Organa, tem mais cenas do que se imaginava como líder da Resistência. E para quem pensa que Luke tinha mais poder do que ela….

Enquanto Rey desenvolve suas habilidades, Finn (John Boyega) tenta encontrá-la, mas a liga romântica dessa vez é outra. Quem reparou na energia pulsante entre Rey e Kylo Ren (Adam Driver) no confronto na floresta nevada em O Despertar da Força? Pois agora eles desenvolvem o elo telepático, trocam olhares, compartilham confidências e traumas. A aproximação entre os extremos opostos da Força é um dos acertos do roteiro.

Os combates espaciais entre a frota do Líder Supremo Snoke (Andy Serkis) e as naves da Resistência têm um único momento arrebatador – e silencioso. No mais, Oscar Isaac segue o protocolo como o insubordinado piloto da resistência Poe Dameron, e Domhnall Gleeson carrega a mão no estilo nazista do General Hux. Há novos personagens, umas criaturas fofinhas – os porgs -, e eventos que funcionam como fio condutor para o capítulo IX.

A contribuição maior do pouco experiente diretor Rian Johnson ( Looper: Assassinos do Futuro) é não abrir mão do fator humano. Em Os Últimos Jedi, é o afeto entre os irmãos Leia e Luke que toca o coração. E o amor impossível (será mesmo?) entre Kylo Ren e Rey promete levantar a torcida no próximo episódio, marcado para 24 de maio de 2019.

 

Publicidade

Deixe o seu Comentário