ENTREVISTAS

Michael Bay no Brasil: confira os destaques da entrevista coletiva

Transformers: O Último Cavaleiro estreia em 20 de julho no Brasil. O diretor Michael Bay e a estrelinha Isabela Moner – nova adição ao elenco – estiveram em São Paulo nesta semana para divulgar o quinto filme da franquia. A superprodução é uma das capas da PREVIEW de Julho, com direito a pôster grátis e uma entrevista exclusiva com Anthony Hopkins, cujo personagem é fundamental para a compreensão da mitologia dos robôs alienígenas.

FOTO de Mauricio Santana/Getty Images

Confira a seguir os melhores momentos da entrevista coletiva do cineasta.

O INÍCIO

“Dez anos atrás, Steven Spielberg me ligou e me chamou para fazer um filme sobre um garoto que compra seu primeiro carro, e então descobre que é um Transformer. Desliguei o telefone e confesso que achei uma ideia ruim (risos). Mas a imagem do jovem com aqueles robôs escondidos no quintal de sua casa ficou na minha cabeça e isso me animou a fazer o filme.”

FRANQUIA

Transformers são filmes bizarros e estão cada vez maiores porque é possível fazer qualquer coisa na tela com os robôs. Eu sei porque dirigi todos e é uma loucura. Também sei que não é para todo o mundo, mas é uma franquia juvenil e divertida que me fez conhecer grandes atores, apresentar novatos e encarar o desafio de manter o interesse do público em cada um dos cinco filmes da série.”

TELONA vs. TELINHA

“Eu produzo muitos programas para a TV e sei que os jovens de hoje assistem a filmes pelo celular, mas filmes como Transformers são uma experiência para o cinema, pelo uso do som, das imagens, do 3D…. São criados especialmente para a telona. Não acho que o cinema vá acabar, mas a pirataria é um problema muito sério e isso sim pode acabar com a carreira de um filme.”

ENCERRAMENTO

“Esse é o último filme de Transformers que dirijo, mas a franquia vai continuar e esse quinto abre possibilidades ao trazer novos personagens e diferentes desdobramentos na trama. Gostaria que a partir de agora pudessem focar em menos personagens, para que ganhassem mais profundidade. Seria um bom rumo para a continuidade da franquia.”

FUTURO

“Faz uns dez anos que estamos tentando fazer um novo Bad Boys, mas hoje seria os Old Boys (risos). Adoro fazer filmes menores, como 13 Horas – Os Soldados Secretos de Benghazi, A Rocha e Sem Dor, Sem Ganho. Foi muito bacana fazer esses filmes e gostaria de seguir em um projeto assim.

IMPRENSA

Transformers sempre teve muito público e são sucessos de bilheteria. Eu não leio o que a crítica diz, porque não dou a mínima se gostam ou não. Eu moldei o blockbuster de verão com filmes como Armageddon. Meu trabalho é entreter o público e sei que nisso temos tido sucesso.”

 

 

Publicidade

Deixe o seu Comentário