FESTIVAIS NOTÍCIAS

Aquilo que Sobra faz estreia mundial no CPH:DOX

Livre adaptação do diretor Humberto Giancristofaro para A Montanha Mágica, de Thomas Mann, Aquilo que Sobra foi exibido nesta segunda, 19, na mostra competitiva Next Wave (Próxima Onda) do CPH:DOX, Festival Internacional de Documentários de Copenhagen. A produção da Clariô Filmes traz no elenco a atriz portuguesa Isabél Zuaa (As Boas Maneiras e Joaquim), na pele da protagonista Clavdia Chauchat, e o ator Vicente Coelho como seu par,Hans Castorp.

“Apostamos numa linguagem pouco usual com uma narrativa borderline entre performance e ficção; o real, a memória e o onírico. Apesar disso, a maior coragem que percebemos nesse projeto, foi a de fazer um filme que se arrisca num modelo diferente de realização. Se Aquilo que Sobra pôde contar com o olhar generoso do CPH:DOX em convidá-lo para a mostra competitiva, foi pela forma coletiva e cooperativa pela qual o filme foi feito”, celebra o cineasta e filósofo Giancristofaro, que começou sua carreira como roteirista em A Turma do Menino Maluquinho e dirigiu e escreveu diversos programas de TV, como Big Brother Brasil (TV Globo) e O Infiltrado para o History Channel, indicado ao EMMY 2014.

Rodado em 2014, durante dez dias, tendo como locação três cidades diferentes (as mineiras Mariana e São João Nepomuceno, além do Rio de Janeiro), Aquilo que Sobra também traz outro número curioso. Ele custou apenas R$ 60 mil, dinheiro oriundo de financiamento coletivo e recursos próprios.

A previsão de estreia no circuito nacional é dezembro, e no CPH:DOX será exibido também dia 23 de março.

Publicidade

Deixe o seu Comentário