FESTIVAIS NOTÍCIAS

Cannes 2017: Netflix esquenta a coletiva de imprensa dos jurados

will-smith-pedro-almodovar-festival-de-cannes-2017

O celebrado Festival de Cannes 2017 começou ontem com a exibição de Os Fantasmas de Ismael (Les fantômes d’Ismael), de Arnaud Desplechin, mas foi a coletiva de imprensa com os jurados (vídeo abaixo) que deu o que falar. O motivo da polêmica foi a presença de filmes da produtora, distribuidora e exibidora Netflix na competição. São eles: The Meyerowitz Stories, de Noah Baumbach, e Okja, de Bong Joon-ho. Isso porque o presidente do júri, o cineasta Pedro Almodóvar, não deixou por menos e se mostrou incomodado com a decisão do festival e explicou o porquê.

“Pessoalmente, não concebo, e não somente a Palma de Ouro como qualquer outro prêmio, sendo oferecido para um filme e não ser capaz de vê-lo no cinema”, disse ele, enfatizando não estar fechado para as novas tecnologias. Perguntado (ou provocado) se preferia ganhar a Palma de Ouro ou ter seu filme exibido em mais de 190 países (como é o caso da operadora de streaming), ele insistiu que preferia ver seu filme fosse não somente nessas telas, mas nos cinemas. “Essa é a minha preocupação. […] Enquanto eu estiver vivo, defenderei algo que muitos jovens de hoje não reconhecem que é a capacidade hipnótica da tela grande no espectador”, concluiu o espanhol.

Para você entender melhor, inicialmente, os dois filmes selecionados seriam exibidos nos cinemas franceses. No entanto, a operadora não chegou a um acordo com exibidores locais. Com isso, a direção do festival acabou sendo obrigada a mudar o regulamento, deixando claro que um filme da competição, já em 2018, precisará – necessariamente – ser exibido nos cinemas.

O astro Will Smith, integrante do júri que dominou boa parte das atenções ao lado de Jessica Chastain, procurou amenizar o tom crítico, lembrando que a plataforma tem benefícios para os mais jovens.

“Tenho um filho de 16, um de 18 e outro com 20 anos em casa. Eles vão ao cinema duas vezes por semana e assistem Netflix. Em minha casa, não tem o menor efeito no que eles vão ver no cinema. São duas formas completamente diferentes formas de entretenimento. No online eles descobrem artistas e filmes que não estão disponíveis nas salas de cinema”, disse o ator sob o olhar meio incomodado do cineasta espanhol.

Abaixo, você confere o vídeo oficial da coletiva com esse e outros momentos, além de constatar que os outros jurados, praticamente, não participaram da coletiva no 70º Festival de Cannes.

Publicidade

Deixe o seu Comentário