FESTIVAIS NOTÍCIAS PREMIAÇÕES

Como Nossos Pais é o grande vencedor do Festival de Gramado 2017

como-nossos-pais-2017-festival-de-gramado

Terminou hoje a 45ª edição do Festival de Cinema de Gramado e o grande vencedor da noite foi Como Nossos Pais, de Laís Bodanzky (acima, com a  equipe), que faturou seis prêmios, entre eles os principais de Melhor Filme e Direção. 

como-nossos-pais-lais-bodanzky-festival-de-gramado-2017

Melhor Direção: Laís Bodanzky (COMO NOSSOS PAIS)

O longa As Duas Irenes, estreia de Fabio Meira na direção, faturou quatro prêmios, entre eles o de Melhor Roteiro e o prêmio do Júri da Crítica. A boa notícia também é que o filme já tem distribuição garantida pela Vitrine e estreia em 14 de setembro.

Melhor Filme – Júri da Crítica – AS DUAS IRENES, de Fabio Meira

O cineasta Marcelo Galvão retorna para os Estados Unidos levando dois prêmios para O Matador, primeiro longa original brasileiro produzido pela Netflix e, agora, detentor de prêmios inéditos para a distribuidora via streaming, que lança o filme ainda em 2017.

O MATADOR, de Marcelo Galvão: Melhor Trilha Sonora e Melhor Fotografia

O gaúcho Bio, de Carlos Gerbase e sua enorme equipe que lotava o cinema e o palco, mostrou sua força local e levou para casa o Prêmio de Melhor Filme – Júri Popular e Melhor Desenho de Som.

Prêmio Especial do Júri e Melhor Desenho de Som: BIO, de Carlos Gerbase

Coincidência ou não, as coproduções Vergel e Pela Janela não receberam nenhum prêmio ou menção. E mereciam. Abaixo, você confere a lista completa dos premiados brasileiros.

NACIONAIS
MELHOR FILME – Como Nossos Pais (Laís Bodanzky)
MELHOR DIRETOR – Laís Bodanzky (Como Nossos Pais)
MELHOR ROTEIRO – Fábio Meira (As Duas Irenes)
MELHOR ATOR – Paulo Vilhena (Como Nossos Pais)
MELHOR ATRIZ – Maria Ribeiro (Como Nossos Pais)
MELHORA ATRIZ COADJUVANTE – Clarisse Abujamra (Como Nossos Pais)
MELHOR ATOR COADJUVANTE – Marco Ricca (As Duas Irenes)
MELHOR DIREÇÃO DE ARTE – Fernanda Carlucci (As Duas Irenes)
MELHOR MONTAGEM – Rodrigo Menecucci (Como Nossos Pais)
MELHOR FOTOGRAFIA – Fabrício Tadeu (O Matador)
MELHOR DESENHO DE SOM – Augusto Stern e Fernando Efron (Bio)
MELHOR TRILHA SONORA – Ed Côrtes (O Matador)
MELHOR FILME – JÚRI POPULAR – Bio (Carlos Gerbase)
MELHOR FILME – JÚRI DA CRÍTICA – As Duas Irenes (Fábio Meira)
TROFÉU CIDADE DE GRAMADO – Paulo Betti e Eliane Giardini (A Fera na Selva)

festival-de-gramado-2017-23

Prêmio Especial do Júri / Troféu Cidade de Gramado: Paulo Betti e Eliane Giardini, pela contribuição à arte dramática no teatro, televisão e cinema brasileiros.

Entre os latinos, dois franco favoritos não levaram o prêmio de Melhor Filme concedido ao argentino Sinfonía para Ana. Assim, o simpático conterrâneo Pinamar acabou levando três prêmios, entre eles o de Melhor Diretor para Federico Godfrid. O impactante peruano La Ultima Tarde voltou para casa com o prêmio de Melhor Roteiro para o diretor Joel Calero e Melhor Atriz para Katerina D’Onofrio. Entre os curtas, os títulos com focos em minorias e ações afirmativas ganharam destaque, caso de títulos como Cabelo Bom, Tailor A Gis, que conquistou três prêmios, entre eles o principal: Melhor Filme.

PREVIEW parabeniza não só os vencedores, como também todos aqueles que conseguiram integrar a seleção oficial. Confira, abaixo, algumas imagens e a lista completa dos ganhadores.

LATINOS
MELHOR FILME – Sinfonía para Ana (Virna Molina e Ernesto Ardito)
MELHOR DIRETOR – Federico Godfrid (Pinamar)
MELHOR ROTEIRO – Joel Calero (La Ultima Tarde)
MELHOR ATOR – Juan Grandinetti e Agustín Pardella (Pinamar)
MELHOR ATRIZ – Katerina D’Onofrio (La Ultima Tarde)
PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI  – Los Niños (Maite Alberdi)
MELHOR FILME – JÚRI POPULAR – Mirando al Cielo, de Guzman García
MELHOR FILME – JÚRI DA CRÍTICA – Pinamar (Federico Godfrid)

CURTAS
MELHOR FILME – A Gis (Thiago Carvalhaes)
MELHOR DIRETOR – Calí dos Anjos (Tailor)
MELHOR ROTEIRO – Carolina Markowicz (Postergados)
MELHOR ATOR – Nando Cunha (Telentrega)
MELHOR ATRIZ – Sofia Brandão (O Espírito do Bosque)
MELHOR FOTOGRAFIA – Pedro Rocha (Telentrega)
MELHOR MONTAGEM – Beatriz Pomar (A Gis)
MELHOR DIREÇÃO DE ARTE – Wesley Rodrigues (O Violeiro Fantasma)
MELHOR TRILHA SONORA – Dênio de Paula (O Violeiro Fantasma)
MELHOR DESENHO DE SOM – Fernando Henna e Daniel Turini (Caminho dos Gigantes)
PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI – Cabelo Bom (Swahili Vidal e Claudia Alves)
JÚRI POPULAR – A Gis (Thiago Carvalhaes)
JÚRI DA CRÍTICA – O Quebra-Cabeça de Sara (Allan Ribeiro)
PRÊMIO CANAL BRASIL – O Quebra-Cabeça de Sara (Allan Ribeiro)
PRÊMIO CANADÁ 150 JOVENS CINEASTAS – Calí dos Anjos (Tailor)

Melhor Filme – Secundas, de Cacá Nazario. O troféu é entregue pelo presidente da Assembleia Legislativa, Edegar Pretto.

MELHOR CURTA GAÚCHO – TROFÉU ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

MELHOR FILME – Secundas – Cacá Nazario
MELHOR DIREÇÃO – Emiliano Cunha (Sob Águas Claras e Inocentes)
MELHOR ATOR – João Pedro Prates (1947)
MELHOR ATRIZ – Mariana Yomared (Yomared)
MELHOR ROTEIRO – Gabriel Honzik (Temporal)
MELHOR FOTOGRAFIA – Carine Wallauer (Temporal)
MELHOR DIREÇÃO DE ARTE – Eduardo Reis (Solito)
MELHOR MÚSICA – Mariana Yomared e Banda da Convenção de Malabares de Florianópolis em (Yomared)
MELHOR MONTAGEM – Lufe Bollini (Yomared)
MELHOR EDIÇÃO DO SOM – Ivan Lemos e Thiago Gautério (Temporal)
MELHOR PRODUTOR – Ausang, Davi De Oliveira Pinheiro, Emiliano Cunha e Pedro Guindani (Sob Águas Claras e Inocentes)
MENÇÃO HONROSA – Elenco de Sob Águas Claras e Inocentes, de Emiliano Cunha
Prêmio Aquisição TVE
MELHOR FILME – Gestos – Alberto Goldim e Júlia Cazarré
MENÇÃO HONROSA – Sena, o Fio em Prosa – Marcelo da Rosa Costa e Cacá Sena
PRÊMIO JÚRI DA CRÍTICA – Sob Águas Claras e Inocentes – Emiliano Cunha

PREVIEW viajou a convite da organização do Festival de Gramado 2017.

Confira outras PUBLICAÇÕES – FESTIVAL DE GRAMADO 2017

Fotos: Edison Vara/Agência PressPhoto

Publicidade

2 Comentário

Deixe o seu Comentário