CRÍTICAS FESTIVAIS NOTÍCIAS

Gramado: Violeta al fin é sobre uma senhora dona de si

Produção da Costa Rica, Violeta al fin, de Hilda Hidalgo, encerrou as exibições da mostra competitiva estrangeira, e forma com As Herdeiras a melhor dupla entre os longas latinos na disputa pelo Kikito. Por coincidência, são obras protagonizadas por atrizes veteranas e cujas tramas falam com delicadeza sobre a mulher na terceira idade.

Violeta (Eugenia Chaverri) tem 72 anos, terminou um casamento de mais de 40 anos, não “engole” o fato de a Igreja nã permitir que uma divorciada comungue, ocupa o tempo com aulas de natação, em encontros com amigas, além das visitas do casal de filhos e dos netos. Enfim, é uma senhora cheia de personalidade, vigorosa, de espírito leve, e muito apegada à casa em que mora na cidade de San José.

Essa construção antiga abriga no extenso terreno um jardim exuberante, com árvores enormes, flores de todos os tipos, um oásis no meio do concreto que tomou conta do bairro. Ali Violeta cresceu com os pais, ali ela criou os filhos e é ali que agora brinca com os netos.

Mas tudo tem um custo e, para manter a casa, ela pretende transformar o lugar em pensão, e começa alugando um dos quartos para o professor de natação. Não é, porém, o suficiente, e os filhos passam a pressioná-la para vender a residência. Há um desdobramento extra nessa pendenga imobiliária, que coloca a casa na mira de um banco.

A construção nada mais é que um espelho das transformações pessoais de Violeta, que tomou as rédeas da própria vida e agora quer encontrar a si mesma. “Eu me vejo na Violeta, sou como ela”, afirma sua intérprete, Eugenia Chaverri, em entrevista coletiva.

“Na vida, há momentos em que a pessoa tem necessidade de se abrir com alguém fora do âmbito familiar ou íntimo, e o professor assume esse papel no filme”, comenta. “Achei importante a relação entre eles não ultrapassar esse nível de amizade.”

Violeta al fin ainda não tem distribuição garantida nos cinemas brasileiros, mas se encaixaria muito bem no catálogo da Imovision, que vai lançar As Herdeiras.

 

 

Publicidade

Deixe o seu Comentário