MOSTRAS NOTÍCIAS

Não perca a retrospectiva dos Irmãos Mayles

Dupla pioneira do cinema direto, os irmãos Albert e David Maysles são tema da mostra A Disciplina do Olhar, que começa hoje, dia 30, e vai até 13 de dezembro, na Caixa Belas Artes, em São Paulo. A dupla norte-americana de documentaristas surgiu como uma revolução estilística no gênero.

Apoiados principalmente nas novas técnicas disponíveis, eles propunham uma captação da realidade no seu estado mais puro, aproveitando do uso de uma câmera móvel no ombro e do som direto. O objetivo era retratar o mundo real como se a câmera não estivesse presente, criando uma liberdade para filmar que, até então, não se tinha.

A partir desse método de fazer cinema, os irmãos Maysles realizaram mais de 40 documentários, alguns deles de grande sucesso, como o Grey Gardens (1975), que retrata a vida das irmãs Beale, parentes de Jacqueline Kennedy, Caixeiro-Viajante (1968), que conta a história de um grupo que tenta vender bíblias caras a católicos de baixa renda, e Gimme Shelter (1970), sobre a turnê norte-americana do Rolling Stones em 1969. Este último terá exibição especial em 35mm no dia 2 de dezembro. 

Além da exibição de filmes, a mostra discutirá o pensamento do Cinema Direto e suas implicações nas produções contemporâneas. O dramaturgo e escritor Jonathan B. Vogels dará a masterclass sobre a filmografia dos irmãos Maysles. Autor do livro The Direct Cinema of David and Albert Maysles, a maior publicação inteiramente dedicada à obra dos cineastas nos EUA, Vogels discutirá a trajetória da dupla e o Cinema Direto.

O documentarista João Moreira Salles se junta à doutora em Meios e Processos Audiovisuais Patrícia Mourão no debate “Nem moscas nem paredes: empatia e dramaticidade no cinema dos Irmãos Maysles” para discutir o Cinema Direto, com foco na obra dos cineastas, e seus desdobramentos.

Confira a vinheta:

Publicidade

Deixe o seu Comentário