ESTREIAS NOTÍCIAS

50 anos depois da estreia, A Bela da Tarde volta restaurado

Premiado no Festival de Veneza 1967 (Leão de Ouro & Pasinetti Award), A Bela da Tarde retorna aos cinemas no jubileu de ouro da estreia. Então com 24 anos, Catherine Deneuve é dirigida por Luis Buñuel (Um Cão Andaluz), o principal expoente do Surrealismo no cinema.

A bela e jovem dona de casa Severine Serizy (Catherine Deneuve) não consegue conciliar sua fantasia masoquista com a vida cotidiana ao lado do zeloso marido Pierre (Jean Sorel).

Quando seu amigo Henri (Michel Piccoli) menciona um secreto bordel de classe alta, dirigido por Madame Anais (Geneviève Page), Severine decide visitá-lo e, eventualmente, passa a trabalhar lá durante o dia sob o nome de Bela da Tarde. Porém, quando um de seus clientes se torna possessivo, ela precisa tentar voltar à sua vida normal.

Em cópia restaurada, A Bela da Tarde já está em cartaz em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Fortaleza, Teresina, Niterói, Aracaju, João Pessoa e Curitiba.

Publicidade

Deixe o seu Comentário