NOTÍCIAS PREMIAÇÕES

Como Nossos Pais vence Festival de Cinema Brasileiro de Paris

como-nossos-pais-2017

Dirigido por Laís Bodanzky, o drama Como Nossos Pais – inédito no Brasil – venceu a 19ª edição do Festival de Cinema Brasileiro de Paris. O título, estrelado por Maria Ribeiro, ganhou o prêmio de Melhor Filme do júri popular e tem estreia prevista para 31 de agosto. Abaixo, VOCÊ pode ver as cenas divulgadas.

Como Nossos Pais – Cenas

Elogiado no último Festival de Berlim, Como Nossos Pais, novo #filme de Laís Bodanzky estrelado por Maria Ribeiro, já tem data de #estreia: 31 de agosto! Já viu o #teaser? <3http://glo.bo/2jLUFNO #ComoNossosPais #VemAí #GloboFilmes

Publicado por Globo Filmes em Sábado, 13 de maio de 2017

Na história, o personagem de Maria Ribeiro enfrenta conflitos existenciais diante da necessidade de administrar o cuidado com as filhas, carreira, casamento e ainda contornar uma relação problemática com a mãe.

O resultado foi anunciado nesta terça-feira, 27, no tradicional cinema Arlequin, que fica no coração do bairro de Saint Germain de Près. A cineasta esteve lá durante o evento, como revela a foto abaixo, mas não conseguiu ficar até o fim. Segundo a assessoria, ela enviou um vídeo para os presentes com a seguinte mensagem:  “Queria agradecer toda a plateia que encheu a sala e prestigiou nosso cinema. Isso é muito importante, estou muito feliz”, disse.

maria-ribeiro-laiz-bodanzky-como-nossos-pais

Maria Ribeiro e Laiz Bodanzky, no Festival do Cinema Brasileiro de Paris 2017

Após a cerimônia de encerramento, o público francês assistiu ao longa Chico, o Artista Brasileiro, de Miguel Faria Jr. No total, foram 20 filmes brasileiros exibidos ao longo de uma semana. Para Kátia Adler, realizadora do festival, o objetivo é revelar ao público francês a diversidade do cinema brasileiro autoral. “Além de servir de vitrine na Europa, o evento tem como objetivo vender os filmes para os distribuidores franceses”, lembrando ainda que mais de 25 longas entraram no circuito de cinemas da França depois de serem exibidos no festival. Abaixo, você confere os títulos exibidos em 2017:

ABERTURA
Elis, de Hugo Prata

FILMES EM COMPETIÇÃO
Não Devore Meu Coração, de Felipe Bragança
Beatriz, de Alberto Graça
Como Nossos Pais, de Laís Bodanzky
Gabriel e a Montanha, de Fellipe Barbosa
Era o Hotel Cambridge, de Eliane Caffé
Para Ter Aonde Ir, de Jorane Castro
Rio Mumbai, de Pedro Sodré e Gabriel Mellin (avant-première mundial)
Redemoinho, de José Luiz Villamarim

MOSTRA 50 ANOS DE TROPICALISMO
Rogério Duarte, o Tropikaolista, de José Walter Lima
Tropicália, de Marcelo Machado

DOCUMENTÁRIOS FORA DE COMPETIÇÃO
Outro Sertão, de Adriana Jacobsen e Soraia Vilela
No Intenso Agora, de João Moreira Salles
Menino 23 – Infâncias Perdidas no Brasil, de Belisario Franca
Jonas e o Circo Sem Lona, de Paula Gomes
Martírio, de Vincent Carelli, Ernesto de Carvalho e Tita
Deixa na Régua, de Emílio Domingos
Danado de Bom, de Deby Brennand
São Paulo em Hi-Fi, de Luffe Stephen

Publicidade

Deixe o seu Comentário