ESTREIAS

SEPULTURA ENDURANCE e OS TRANSGRESSORES: Documentários nacionais

OS TRANSGRESSORES

Apesar de apresentar quatro personalidades brasileiras no formato mais convencional da compilação de perfis e entrevistas, é o fio condutor que as conecta o principal diferencial e a grande qualidade desse documentário: o inconformismo que leva a ações de transformação da realidade, chamadas de “transgressões”.

É assim que conhecemos melhor o inovador trabalho do grande educador e pensador Paulo Freire, e de seu legado; do estilista e ativista LGBT, Carlos Tufvesson; do criador da CUFA – Central Única das Favelas, Celso Athayde; e da idealizadora do Instituto Viva Cazuza, que assiste portadores do HIV, Lucinha Araújo. No mínimo, é um filme inspirador, algo muito bem-vindo nestes tempos conturbados da realidade brasileira. FÁTIMA GIGLIOTTI

 Cotação: 

SEPULTURA ENDURANCE

 Durante 6 anos, o diretor Otavio Juliano, do premiado documentário A Árvore da Música, acompanhou a banda Sepultura em turnês pelo mundo. Ele filmou shows em países da América do Norte, Ásia, América do Sul e Europa e ao todo captou mais de 800 horas de filmagens para compor o documentário. 

“Uma das minhas principais motivações para iniciar esse projeto foi a vontade de conhecer o processo criativo da banda brasileira mais conhecida no mundo. A composição das canções, a vida da banda na estrada e a incrível marca de fazer mais de 100 shows por ano em países do mundo todo e acima de tudo, entender como sobreviver como banda por mais de 30 anos”, explica Otávio.  

Sem a participação de Max e Iggor Cavalera, o documentário conta a história da banda com imagens de arquivo inéditas, acompanha a rotina dos integrantes do Sepultura em turnê, aborda os conflitos entre eles, o processo de criação das músicas e da gravação dos álbuns, cenas de shows e de bastidores além de diversas entrevistas com nomes como Lars Ulrich, da banda Metallica, David Ellefson, do Megadeth, e Phil Campbell, do Motorhead. 

Publicidade

Deixe o seu Comentário