NOTÍCIAS PERSONALIDADES

Perdemos Cid Nader

O crítico de cinema e curador de festivais Cid Nader morreu em consequência de um AVC no dia 16 de agosto em São Paulo, uma quarta-feira fria e chuvosa. Cid gostava de dias frios e chuvosos. E de turbulência de avião.

Cid amava cinema, tanto que lançou em 2005 o site Cinequanon e se tornou uma referência intelectual quando o assunto é produção nacional de curtas-metragens. Era capaz de escrever dezenas de milhares de caracteres de textos sobre cinema em uma manhã.

Mas Cid não gostava de qualquer cinema. Fazia questão de filmes ousados, provocadores, nada óbvios, que causam incômodo. Como uma turbulência de avião.

Cid não gostava de palco, mas hoje terá de ficar naquela posição defensiva. Olhos baixos, mãos atrás do corpo e um pé balançando. Hoje é dia de deixar registrado o quanto Cid é admirado e querido pelos amantes de cinema dos quatro cantos do Brasil. Porque ele mesmo, em sua extrema humildade, não faz noção do impacto positivo que causou em críticos e realizadores.

Publicidade

2 Comentário

Deixe o seu Comentário